Taleban é incluído em lista de conteúdo digital banido por grupo apoiado pela ONU

Tech Against Terrorism dá suporte a pequenas plataformas de tecnologia no combate ao uso da Internet por grupos terroristas
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

O Taleban foi incluído na relação das instituições cujo conteúdo digital deve ser banido ou restrito, segundo o grupo Tech Against Terrorism (Tecnologia Contra o Terrorismo, em tradução literal). A entidade, que tem o aval da ONU (Organização das Nações Unias), dá suporte a pequenas plataformas de tecnologia no combate ao uso da Internet por grupos terroristas.

A Tech Against Terrorism incluiu o Taleban no relatório TCAP (Plataforma de Análise de Conteúdo terrorista, da sigla em inglês), divulgado na segunda-feira (23).

Combatente do Taleban em junho de 2013 (Foto: newsonline/Flickr)

“O Taleban foi um dos grupos que consideramos adicionar ao TCAP por um longo tempo”, diz o grupo em comunicado publicado junto do relatório. “À luz dos recentes eventos no Afeganistão e para fornecer clareza às empresas de tecnologia com as quais trabalhamos nesse (confessadamente desafiador) problema de moderação de conteúdo, nós decidimos acelerar a inclusão de conteúdo oficial do Taleban”.

“Embora reconheçamos que esta é uma questão de moderação desafiadora, o fato de que o Taleban agora constitui efetivamente o governo afegão não deve impedir as plataformas de implementar suas regras nesta área e de remover material produzido por uma organização terrorista designada”, diz o grupo.

O TCAP teve como focou inicial “um pequeno conjunto de grupos islâmicos violentos e terroristas de extrema direita”, diz o documento, que também inclui conteúdo de indivíduos ligados ao terrorismo, como do responsável pelo ataque à mesquita de Christchurch, na Nova Zelândia, em março de 2019. “Sempre foi nosso objetivo expandir a política de inclusão de grupo do TCAP e já avançamos várias etapas neste esforço”.

Tags: