África

Exército mata dez militantes do Al-Shabaab na região central da Somália

Militantes estavam em células escondidas na região central do país, indicando avanço do grupo somali

O Exército da Somália disse ter matado dez militantes do Al-Shabaab nesta segunda (10), reportou o tabloide sul-africano “The Citizen”. Os terroristas estavam em Hiran, na região central do país.

Conforme o comandante Mohamud Hassan, as tropas identificaram os militantes do grupo aliado à Al-Qaeda em células na zona rural do distrito de Mahas.

No domingo, o Exército disse ter executado outros sete militantes do Al-Shabaab em Qulale, na mesma região. A ofensiva indica avanço do grupo, que costuma manter suas atividades no sul da Somália.

Exército executa dez militantes do Al-Shabaab na região central da Somália
Soldado acompanha ex-militantes do Al-Shabaab após operação de desmantelamento do grupo terrorista em Garsale, Somália, setembro de 2012 (Foto: Divulgação/Amison)

De acordo com Hassan, as operações prejudicaram as rotas de abastecimento do Al-Shabaab. Em abril, tropas somalis intensificaram as operações contra os extremistas no sul do país.

A já frágil segurança na Somália se deteriorou desde os ataques que causaram o adiamento das eleições do país, marcadas a princípio para 24 de janeiro. Na sequência, o vácuo de poder impulsionou ataques do grupo, vinculado à Al-Qaeda e ativo há pelo menos 16 anos.

Os extremistas controlam áreas no sul do país, onde é comum que soldados de paz da UA (União Africana) morram em emboscadas e bombardeios. Dados apontam que o Al-Shabaab esteve em 440 episódios violentos no país entre julho e setembro – o maior número desde 2018.

Sem as tropas norte-americanas, restam o Catar e a Turquia como aliados estrangeiros. A nação do Golfo Pérsico oferece dinheiro e ajuda humanitária, enquanto a Turquia treina cerca de 10 mil soldados.

No Brasil

Casos mostram que o país é um “porto seguro” para extremistas. Em dezembro de 2013, um levantamento do site The Brazil Business indicava a presença de ao menos sete organizações terroristas no Brasil: Al Qaeda, Jihad Media Battalion, Hezbollah, Hamas, Jihad Islâmica, Al-Gama’a Al-Islamiyya e Grupo Combatente Islâmico Marroquino. Em 2001, uma investigação da revista VEJA mostrou que 20 membros terroristas de Al-Qaeda, Hamas e Hezbollah viviam no país, disseminando propaganda terrorista, coletando dinheiro, recrutando novos membros e planejando atos violentos. Em 2016, duas semanas antes do início dos Jogos Olímpicos no Rio, a PF prendeu um grupo jihadista islâmico que planejava atentados semelhantes aos dos Jogos de Munique em 1972. Dez suspeitos de serem aliados ao Estado Islâmico foram presos e dois fugiram. Saiba mais.