Américas

Acnur envia ‘habitações emergenciais’ para proteger refugiados com Covid-19

Estruturas protegem contaminados pelo coronavírus e fora enviadas para Haiti, Venezuela, Peru e outros países

A Acnur (Agência da ONU para Refugiados), vinculada às Nações Unidas, está enviando “habitações emergenciais” para países como Haiti, República Dominicana, Venezuela, Peru, Aruba e Guiana.

O objetivo é usar as unidades para isolar contaminados pelo novo coronavírus. Feitas de aço leve, as estruturas são sustentáveis e usam energia solar para lâmpadas e carregadores de telefones.

Acnur envia 'habitações emergenciais' para proteger refugiados com Covid-19; Estruturas protegem contaminados pelo coronavírus e fora enviadas para Haiti, Venezuela, Peru e outros países da América Latina
Embarque de itens de habitação emergencial do Acnur de Manaus AM para o Peru (Foto: Acnur/Lucas Novaes)

As 336 habitações foram enviadas do Brasil, informou o portal das Nações Unidas no Brasil. O último embarque, na última segunda (20), transportou 48 unidades de Manaus (AM) para o Peru. O Exército participou da iniciativa com apoio logístico.

As estruturas foram usadas em abrigos no Amazonas e em Roraima, além de comunidades indígenas.

Os itens foram produzidos em uma parceria da Acnur com a organização Better Shelter e Fundação IKEA, vinculada à empresa sueca de móveis.