Diplomatas russos são expulsos da Bulgária por suspeita de espionagem

Diplomatas teriam recrutado cidadãos búlgaros para acessar planos de modernização militar da Bulgária
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

A Bulgária expulsou dois diplomatas russos do país por suspeita de espionagem, informou a RFE na última quarta-feira (23).

Segundo o Ministério das Relações Exteriores do país, os diplomatas recrutavam e pagavam cidadãos búlgaros para ter acesso a informações confidenciais desde 2016.

Em nota à Embaixada da Rússia, a Bulgária ordenou que deixassem o país até sábado (26).

De acordo com a agência de segurança nacional, o objetivo dos espiãos era identificar os planos de modernização militar da Bulgária. “Eles queriam transferir segredos oficiais e de Estado para a inteligência militar de Moscou”, disseram os promotores do caso.

Diplomatas russos são expulsos da Bulgária por suspeita de espionagem
Embaixada da Rússia na capital búlgara, Sofia, em dezembro de 2011 (Foto: WikiCommons/MrPanyGoff)

A embaixada russa negou as acusações e afirmou que irá “tomar medidas recíprocas” à decisão. Em janeiro, a Bulgária expulsou outros dois diplomatas russos por buscar informações confidenciais sobre a estrutura eleitoral do país.

Membro da Otan (Organização do Tratato Atlântico Norte), Sófia tem laços históricos com o Kremlin, de quem recebe boa parte de sua energia.

Além da Bulgária, outros países já expulsaram diplomatas e cidadãos russos por suspeita de espionagem em 2020, como a Áustria e Eslováquia. Os Estados Unidos também denunciam constantemente as supostas tentativas de influência russa nas eleições agendadas para 4 de novembro.

Tags: