Em um dia, quase metade da população da Eslováquia é testada para Covid-19

Dos 2,58 milhões testados, apenas 1% – 25,8 mil – teve resultado positivo; esforço busca conter o vírus sem lockdown
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Cerca de 2,6 milhões de pessoas testaram um único dia para a Covid-19 na Eslováquia – número que corresponde a quase metade da população do país, no leste europeu.

De acordo com o governo eslovaco, 1% da população – ou 25.850 pessoas – apresentou resultado positivo nos testes e, agora, deverá entrar em quarentena.

A iniciativa parte do esforço para conter o vírus no país europeu de 5,4 milhões de habitantes. Crianças menores de 10 anos não farão o teste, informou o britânico “The Guardian” no domingo (1).

Com testes em cotonetes distribuídos para toda a população, o governo espera reverter o número de infecções sem ter de implantar um lockdown rígido.

Em um dia, quase metade da população da Eslováquia é testada para Covid-19
Teste de Covid-19 usado em soldados norte-americanos após retorno do sul da Ásia, em agosto de 2020 (Foto: Departamento de Defesa dos EUA)

O país da União Europeia conta com a ajuda de 40 mil médicos e equipes de apoio para administrar a entrega de testes à população. Todo o material é gratuito e a participação é voluntária, mas o governo eslovaco já afirmou que proibirá de trabalhar aqueles que se negarem a participar dos testes.

Histórico de casos

De acordo com o levantamento da Universidade Johns Hopkins, a Eslováquia possui pouco mais de 63,5 mil casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus.

Até esta terça-feira (3), o país registrava 235 mortes em decorrência da doença causada pela Covid-19.

Ainda que os números estejam aquém da média de registros da Europa – que já conta com o Reino Unido e a Alemanha entre os países com mais contágios –, o país viu seus números dispararem nas últimas semanas.

O receio é que a Eslováquia siga os passos da República Tcheca, que já soma 357 mil casos confirmados e 3,8 mil mortes – a maior taxa de mortalidade em duas semanas na Europa.

Uma nova rodada de testes deve ser realizada no próximo final de semana, no dias 7 e 8 de novembro.

Tags: