Sérvia ganha escritório militar da Rússia enquanto tenta ingressar na UE

Instalação visa auxílio russo em questões militares e técnicas, disse Kremlin; concessão é "passo delicado" da Sérvia
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Para reforçar laços militares, a Rússia abrirá um escritório do Ministério da Defesa na capital da Sérvia, Belgrado. O anúncio foi confirmado na terça (20) por um documento do Kremlin ao qual a Reuters teve acesso.

A instalação dos russos no país dos Balcãs buscar solucionar questões militares e técnicas na cooperação russo-sérvia, afirmou o primeiro-ministro da Rússia, Mikhail Mishustin, no dia 15.

Se assinado, o acordo garante à Rússia o direito de visitar os arsenais sérvios. O Ministério da Defesa da Sérvia garantiu que as autoridades logo assinarão os papeis para a conclusão do acordo.

Sérvia ganha escritório militar da Rússia enquanto tenta ingressar na UE
Oficiais sérvios na Parada Militar de Belgrado em outubro de 2014 (Foto: CreativeCommons/Marko Vucicevic)

A concessão é considerada um “delicado ato de equilíbrio”. De um lado, a Sérvia quer pertencer à UE (União Europeia) e, de outro, busca manter os laços sólidos com Moscou e Beijing.

Rússia e China se recusam a reconhecer a independência do território do sul do país, Kosovo.

No dia 6 de setembro, Belgrado suspendeu os exercícios militares com tropas estrangeiras até março do próximo ano a pedido da UE. O país se preparava para integrar o Exército de Belarus em meio a onda de protestos contra a sexta reeleição de Alexsander Lukashenko.

Com apoio bélico, a Rússia vendeu à Sérvia diversos equipamentos militares nos últimos anos, como jatos de combate, tanques, veículos blindados e helicópteros.

Tags: