Américas

EUA anuncia ajuda de US$ 252 milhões para países pobres da América Central

Objetivo é que recursos enviados ajudem a conter imigração ilegal de Honduras, El Salvador e Guatemala

Os Estados Unidos anunciaram na última quarta (24) a intenção de destinar US$ 252 milhões a Guatemala, Honduras e El Salvador, na América Central, para reduzir a imigração ilegal da região para o seu território.

O objetivo dos EUA é que o recurso enviado ao chamado “Triângulo Norte”, região que abarca os três países, seja investido no setor privado.

O governo norte-americano incentivaria a criação de oportunidades econômicas para aumento de renda e emprego, além de assistência médica, na América Central.

No anúncio, o secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, afirmou que alavancar o “investimento no setor privado” é essencial para obter resultados positivos em questões de “segurança, governança e prosperidade”.

EUA anuncia ajuda de US$ 252 milhões para o Triângulo Norte, na América Central
Distanciamento em fila para receber ajuda do governo de El Salvador (Foto: Casa Presidencial/Reprodução)

O governo dos EUA teria priorizado ainda a liberação de fundos para o combate à pandemia do novo coronavírus. Somados, os três países registraram 39,3 mil casos e 1,3 mil óbitos, segundo dados da OMS (Organização Mundial da Saúde) desta segunda (29).

Segundo o jornal salvadorenho La Prensa Grafica, Washington já havia iniciado em maio um trabalho com os três países da América Central. A meta seria combater a corrupção, o tráfico de drogas e outros problemas da região.

Já no ano passado, o Congresso dos EUA aprovou o repasse de US$ 577 milhões às nações do Triângulo Norte. Para receber o dinheiro, 14 condições teriam de ser cumpridos, entre elas medidas de combate à pobreza e de garantias aos direitos humanos.