Preço global dos alimentos cai 4,3% em março, ante fevereiro

Queda na demanda global puxou para baixo preço de alimentos como açúcar, óleo, laticínios e cereais e deve se agravar com medidas de contenção da Covid-19.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

A desaceleração econômica após a disseminação do novo coronavírus e a queda nos preços do petróleo baratearam alimentos em 4,3% em março em todo o mundo, na comparação com fevereiro, segundo o índice Food Price da FAO, da agência da ONU para alimentação e agricultura, divulgado na quinta (2).

A avaliação da FAO é a de que o preço dos alimentos caiu por conta de forte diminuição na demanda, que deve se agravar com o aumento de medidas de contenção da Covid-19. Entram na base de cálculo commodities muito comercializadas e consumidas em todo o mundo, como açúcar, óleo vegetal, laticínios e cereais.

	 Preço global dos alimentos cai 4,3% em março, ante fevereiro
Agricultor colhe arroz no Vietnã (Foto: Philippe Berry, IFPRI/USAID)

O preço do açúcar sofreu a maior queda: 19,1% ante o mês anterior. A baixa é explicada pela menor demanda do setor de alimentação fora de casa, após as medidas de confinamento impostas por dezenas de países. Também pesou uma menor demanda do setor sucroalcooleiro, puxada pelos menores preços do petróleo.

Entre os cereais, com baixa de 1,9%, trigo e milho tiveram queda após colheita farta e ampla formação de estoques. Já o preço do arroz subiu pelo terceiro mês consecutivo, na expectativa de uma proibição de exportações por parte do Vietnã. Hanói nega.

Tags: